DEVOPS – Monitorando Aplicações com os Relatórios do System Center

Esse artigo tem como objetivo auxiliar o time de Desenvolvimento e Operações em análises de aplicações em ambientes de homologação e produção, e conseguir identificar itens como:

Tipos de Relatórios

– Consumo de recursos;

– Incidentes registrados ao longo do tempo (indisponibilidade de serviços, das aplicações Web, banco de dados);

– Identificar possíveis afunilamentos (banco de dados, link, memória, disco, processador) causando lentidão em sua aplicação;

– Boas práticas para manter o ambiente saudável, como os ultimos packs, atualizações do .NET inclusive que resolvem possiveis BUGS em sua aplicação ou falhas de comportamento, dicas de configuração de seu banco de dados.

Responda a perguntas

Meu aplicativo está com um comportamento inesperado devido a má configuração no ambiente?

Meu aplicativo está usando os recursos do ambiente de forma correta?

Qual o desempenho do meu aplicativo?

Meu aplicativo apresentou indisponibilidade em um determinado dia, houve alguma falha em um ativo como Banco de Dados, Link, Memória, Processador?

Meu aplicativo está apresentando lentidão no processamento?

Meu aplicativo está tendo intermitências de funcionamento?

Requisitos

Para realizar esse processo, você deve possuir:

– O System Center Operations Manager 2012 R2 da Microsoft;

– O agente do System Center nos servidores que possuem as aplicações e todos os ativos que compoem o ambiente, por exemplo, um agente instalado no servidor de banco de dados, um agente instalado no servidor Web e de aplicações (Serviços), etc.

– Os Management Packs do System Center para:

    SQL Server

    Windows Server

image

    Internet Information Services (está no catálogo online do System Center)

    – Microsoft Advisor;

Esse é simples, você deve apenas conectar seu SCOM no Advisor, lembrando que os servidores que serão monitorados, deverão ser no minimo Windows 2008 Server e deve estar instalado o .NET Framework 3.5 nos servidores que serão monitorados, para que o Advisor funcione.

Para instalar esses requisitos é muito simples, seguem artigos ajudando, inclusive lhe auxiliando como configurar um serviço ou aplicativo Web para ser monitorado.

ALM – DevOps – SCOM – Monitorar Aplicações Web, Desempenho, Disponibilidade e Executar Ações de Recuperação

ALM – DevOps – Monitorando Aplicações .NET com o System Center

Gerando os Relatórios

– Consumo de Recursos

Identifique se sua aplicação está em ambiente que possui recursos suficientes, e se os recursos estao sendo corretamente utilizados pela aplicação.

Para identificar gere os relatórios:

Reporting –> Windows Server Operation System Reports –> Performance by Utilization

image

image

image

Pergunte-se e obtenha as respostas com esse relatório.

Estou usando um dispositivo que atende a demanda de meu aplicativo?

O disco suporta as taxas de transferência que minha aplicação exige?

O fabricante oferece um equipamento mais robusto?

Minha aplicação foi desenhada para atender o mercado e ambientes dos clientes de médio porte, usando dispositivos com desempenho inferior?

Incidentes registrados ao longo do tempo (indisponibilidade de serviços, das aplicações Web, banco de dados)

Depois de ter configurado os serviços, conforme os artigos acima citados, gere relatórios de acompanhamento, de seu Web Site (que hospeda sua aplicação), seu serviço Windows ou banco de dados e avalie o comportamento de sua aplicação ao longo do tempo, inclusive avaliando possiveis incidentes, falhas de funcionamento, que não são reportadas. Por exemplo, disponibilidade de seu pool de aplicação Web:

Monitoring –> Microsoft Windows Internet Information Services –> Application Pool State (Selecione o Pool) –> Task Pane –> Report Task –> Availability

image

image

image

image

image

Ou alertas de um serviço:

Monitoring –> Windows Service And Process Monitoring –> Windows Service State (Selecione o Serviço)  –> Task Pane –> Report Task –> Availability

image

image

image

Relatórios de alertas de monitoramento de aplicações Web:

image

E diversos outros.

Boas práticas para manter o ambiente saudável, como os ultimos packs, alterações nas configurações, atualizações do .NET inclusive que resolvem possiveis BUGS em sua aplicação ou falhas de comportamento, dicas de configuração de seu banco de dados.

Acompanhe alertas de manutenções, boas práticas de configuração, além de monitorar desempenho de suas aplicações em homologação e produção no cliente.

– Banco de Dados

Monitoring –> Microsoft SQL Server –> Dashboard for SQL Server

image

– Alteração de Configurações

Reporting –> Microsoft Generic Report Library –> Configuration Changes

image

– Dicas de Service Packs, Hotfix, Boas Práticas de Configuração, a serem usadas em seu ambiente

image

image

image

image

image

Há diversos outros relatórios que podem ser usados combinando suas necessidades, explore os mesmos conforme seu objetivo.

Alan Carlos
Technet Wiki Ninja

ALM – DevOps – SCOM – Monitorar Aplicações Web, Desempenho, Disponibilidade e Executar Ações de Recuperação

Introdução

Nesse artigo, irei demonstrar que além de você poder utilizar o System Center Operation Manager para monitoramento de seu ambiente de TI, você também pode usar para monitorar aplicações Web, enviar alertas para seu time de Testes em tempo real, realizar ações automáticas como ativar um Debug, executar um reinicio de serviço, ou algo similar.

Destaco itens como:

– Monitorar a aplicação usando links diferentes com servidores diferentes para identificar o comportamento em links mais rapidos (+100 Kbps), mais lentos (-100 KBps);

– Monitorar em cidades ou paises diferentes, na ausência de servidores nessas localidades, você pode usar o serviço System Center Global Services Monitor da Microsoft;

– Enviar alertas SMS ou e-mail em tempo real para sua equipe. Você pode colocar um aplicativo Web em um cliente externo e monitorar o aplicativo em tempo real e identificar se apresenta falhas, realizando um trabalho de solução de forma rápida e eficaz!;

– Monitorar desempenho, timeout, erros genéricos, falhas de Web Services, entre outros filtros disponíveis;

– Executar ações automáticas como, reinicios de serviços, ativação de debugs, entre outras execuções via PowerShell, Scripts VBS, Executáveis, etc.;

Passos

1 – Definir o Site da Aplicação

Defina o site que será monitorado. No exemplo, usei um simples site HTML, mas é possivel monitorar aplicações Web, Web Services, etc.

image

image

2 – Criar o Alerta

Em seguida, crie o alerta usando o painel do SCOM.

image

image

image

image

Aqui você definirá qual será o Agente do SCOM que irá realizar o teste. Pode-se definir um ou vários, caso você tenha outros servidores sendo monitorados. Nesse caso, por exemplo, você poderia realizar testes com servidores em outras cidades ou países, ou até saídas de links diferentes (cada servidor saindo por um link), e você poderia validar a qualidade de acesso, disponibilidade em outras localidades, etc. Também pode-se usar o Global Service Monitor que é um serviço da Microsoft.

image

image

Aqui você poderá selecionar as regras de monitoramento, como tempo de intervalo, tipo de status a ser monitorado, tempo de timeout, alertas de “Warning” se a transação levar mais de tantos segundos.

image

image

Resumo Final:

image

Em seguida crie um Grupo para inserir o monitoramento em questão.

image

image

3 – Criar o Monitoramento e Tipo de Evento

Aqui estaremos criando a assinatura para o envio do alerta para E-mail e SMS.

E-mail

Você precisa ter configurado um servidor de e-mail no seu SCOM para enviar o e-mail, conforme a tela abaixo.

image

SMS

Para envio SMS, você precisa usar um MODEM de uma operadora de telefonia com um CHIP de celular e com um plano qualquer, se você enviar muitos SMS, dê preferência por planos com pacotes de SMS. Insira o MODEM USB no seu Servidor SCOM, instale ele e depois configure nos canais do SCOM.

image

image

Com os canais definidos, iremos agora adicionar os alertas.

image

image

Defina os critérios do teste. No caso irei definir o grupo que contém o monitoramento e o tipo de alerta “Critical” onde o site está indisponível. Você também pode monitorar “Warning” onde o site demonstra demora excessiva de acesso, ou algo similar.

image

Adicione o Grupo de Alerta “Specific” e a Severidade “Specific”.

image

image

image

Aqui você poderá criar ou adicionar um contato.

image

image

Adicione os canais de envio:

image

Valide o resumo:

image

E pronto.

4. Teste do Alerta

Vamos testar o alerta, tornando a aplicação indisponível. Para isso, vá no Internet Information Services e pare o Site Web.

image

image

Abra o painel do SCOM e veja que o alerta foi gerado:

image

Observe que recebi o alerta via e-mail também:

image

Então você pode adicionar diversos alertas, ficando a seu critério e planejamento quais, pois nas opções do SCOM há várias possibilidades a serem inseridas com os itens que destaquei.

5. Configurar disparo de execução

Nesse item, você pode definir para que o SCOM execute uma atividade para você, por exemplo:

– Ativar um serviço que ficou em estado de parado;

– Ativar um debug ou trace de aplicação;

– Executar scripts Powershell, VBS, comandos de lote .BAT, executáveis;

Também de forma programada, ou seja, aguardar alguns minutos e caso o alerta não se resolva, tomar as medidas necessárias.

Vamos ativar uma ação de recuperação do Internet Information Services nesse caso.

Primeiramente, devemos definir o que nossa recuperação irá fazer. No caso, iremos executar um comando simples de iniciar o Site Web específico. Então vamos testar esse comando:

Vá no Internet Information Services e pare novamente o site que você está monitorando.

image

image

Confira se o site está indisponível.

image

Agora, essa parte depende muito do que você deseja fazer. Como queremos apenas iniciar o Web Site, pesquisei no KB da Microsoft qual linha de comando devo usar para esse fim, e no caso é o APPCMD. Depende do que você deseja fazer, você deverá pesquisar e montar o script de ação para que funcione corretamente, até montando scripts ou arquivos de lote com diversas execuções, em passos e tempos determinados, etc.

Nesse caso, será um simples START do Web Site em questão, então vamos testar. O comando para iniciar um Web Site específico é o abaixo, onde defino a ação e o Web Site em questão.

image

Depois do comando executado, volto no IIS para validar se o Web Site voltou a funcionar.

image

image

Eureca!

image

Então vamos hospedar esse script para que meu agente do Operation Manager consiga executar o procedimento para mim.

Como sugestão, crie um arquivo de LOTE como por exemplo arquivo .BAT e hospede esse Script dentro do seu servidor. Será muito util, por exemplo, você criar um diretório padrão de Scripts e criar esses scripts dentro desse diretório e distribuir nos servidores que deseja que as ações sejam executadas.

Por exemplo, crie um diretório chamado ScriptsSCOM no servidor.

image

Crie um arquivo de LOTE (BAT) e salve dentro desse diretório. No caso iremos criar um arquivo de LOTE chamado iniciaiis.bat com o comando dentro dele %windir%\system32\inetsrv\appcmd start site “Site de Teste de Operação”

image

image

Vá em Authoring – Web Application Availability Monitoring, procure seu monitoramento e vá em Monitors.

image

image

image

image

image

image

Selecione em qual estado que o monitor deve estar para executar o comando, se deve-se recalcular sozinho para fechar, etc.

image

Selecione o comando, como o exemplo abaixo.

image

Pronto! Realize um teste e verifique se está OK.

Algumas dicas:

– Verifique se a conta que executa o agente no servidor de destino, possui as devidas permissões para executar os comandos;

– Use de preferência, sempre Scripts ou arquivos de Lote em vez de comandos diretos no SCOM;

– Cuidado com acentos, nomes de serviços com caracteres especiais, comandos com caracteres especiais;

– Teste sempre o comando ou script primeiro, e veja se funciona, para depois colocar no alerta!

É isso, até a próxima!

Alan Carlos

System Center – Sobrescrever, Alterar e Editar Alertas

No painel de monitoramento do System Center Operation Manager, observe o alerta informando que a instância do SQL Server apresenta um comportamento fora do padrão, onde há alguns processos bloqueando outros processos, ocasionando uma possível lentidão na instância. O interessante dos alertas do SCOM é que eles trazem dicas de como proceder na situação exposta, facilitando e muito a vida do técnico responsável.

1. Clique com o botão direito do mouse em cima do alerta e vá em Open – Health Explorer;

 

fig01

fig02

 

2. Em seguida, clique com o botão direito do mouse no alerta em questão e vá em Monitor Properties;

 

fig03

fig04

3. Observe que há diversas opções e informações dos alerta. No nosso caso, iremos sobrescrever um comportamento do alerta, então selecione a aba Overrides;

fig05

4. Nesse passo você pode selecionar para que essa mudança se aplique apenas aquele objeto monitorado (no caso a instância específica do SQL), ou para o alerta em geral, para todos os objetos do ambiente monitorado;

 

fig06

5. Depois altere o valor, mudando o campo Override Value;

fig07

6. Selecione o pacote que você deseja aplicar (pode ser o padrão, ou um novo pacote de Template), e clique em OK e pronto!

 

fig08

A partir de agora, o alerta terá o comportamento que você definiu. Você pode colocar comportamentos como por exemplo:

– Habilitado ou desabilitado para determinado objeto:
– Tempo de monitoramento;
– Porcentagem, como por exemplo um monitoramento de espaço em disco, picos de processamentos, picos de uso de memória;
– Prioridade do alerta;
– Classificação do alerta e muito mais.

Referências

Using Classes and Groups for Overrides in Operations Manager

Tuning Monitoring by Using Targeting and Overrides

Alan Carlos

TNWiki – Article Spotlight – Microsoft Azure

View article here.

Hello Technet community! Today is day Article Spotlight and I will talk about Windows Azure and one of its most spectacular services it offers.

Windows Azure, besides offering Cloud services to their solutions, offers testing and monitoring to assist in their software development environments.

System Center Global Service

You need to know about the issues that affect users as soon as possible, preferably before application users to observe and report the problem. With the growth of SaaS , current techniques are insufficient for monitoring and identification of external factors that can negatively impact these applications.
The Global System Center Service Monitor is a cloud service that solves this problem by extending the capabilities of monitoring applications in System Center beyond the limits of your organization’s own network . Monitor Global Points of Presence Services uses Windows Azure to help give you a true reflection of the experience of a web application with end users.

Benefits

Global System Center Service Monitor helps achieve a 360-degree view of the status of their web applications.

It uses points of presence of Windows Azure worldwide, generating reports on performance, availability and operation of web applications for scheduling and execution of synthetic transactions against the application from Windows Azure.
Global System Center Service Monitor also helps to unify processes and tools, integration with Microsoft Visual Studio and Team Foundation Server to enable new scenarios DevOps to align operations and development.

The Global System Center Service Monitor can save time by building synthetic transactions existing web testing of Microsoft Visual Studio and problem solving speed , offering to issue reports based on direct IntelliTrace for Team Foundation queued work item from the server a developer.
System Center, Microsoft Team Foundation Server and Microsoft Visual Studio also allows DevOps scenarios for managing test lab, integrated incident management, diagnostics and production. These features help to reduce cycle times in managing test environments and reduce MTTR ( mean time to repair ) in resolving production incidents . Visit the Visual Studio Application Lifecycle Management site (ALM) for more information about these features DevOps.

Learn more by reading this TechNet article on the subject.

ALM – DevOps – System Center Global Service Monitor – Overview
Author: Alan do Nascimento Carlos

Enjoy and until next time.

Alan Carlos
Brazilian Wiki Ninja

ALM – Integração Completa Soluções Microsoft

Nesse artigo irei compilar todas as informações de como realizar uma integração completa das soluções da Microsoft para o Application Lifecycle Management.

Importante: Esse artigo ficará em constante atualização com as ultimas novidades e novas configurações de integração em ALM.

logoalm3

Para quem não conhece, ALM é todo o processo que guia a vida útil de uma aplicação desde a sua concepção, passando pela construção, operação e evolução. O ALM não apenas observa qual é o método de construção, mas preocupa-se também em como a empresa está gastando o seu dinheiro no gerenciamento daquele ativo corporativo.

Para saber mais, clique aqui:  ALM – Aprendendo mais sobre Application Lifecycle Management

INTRODUÇÃO

Nesse artigo será abordado os assuntos:

– Integração do Team Foundation Server com o Microsoft Project Server (EPM);
– Integração do Team Foundation Server com o Microsoft System Center Operation Manager;
– Integração do Team Foundation Server com o Microsoft System Center Virtual Machine Manager;
– Configuração do Lab Management para o Test Manager;

INTEGRAÇÃO COM O SYSTEM CENTER VIRTUAL MACHINE MANAGER

– System Center – Instalando o System Center Virtual Machine Manager – Pré-Requisitos
– System Center – Instalando o System Center Virtual Machine Manager – Instalando Management Server, VMM Console
– System Center – Dicas – Permissões de Usuários do SCVMM
– System Center – Dicas – Criando uma Rede Lógica no VMM
System Center – Configurando um Laboratório de Virtualização com o SCVMM
– System Center – Dicas – Configurando o Storage QoS em uma Virtualização
– System Center – Dicas – Configurando Hosts Preferenciais para Virtualização no VMM
– System Center – Dicas – Configurar Acesso de Virtualizações ao Armazenamento Fiber Channel
– ALM – Configurando o Lab Management para o Microsoft Test Manager

INTEGRAÇÃO COM O SYSTEM CENTER OPERATION MANAGER

– System Center – Instalando o Reporting Services do SQL Server 2012
– System Center – Instalação do Operation Manager 2012 R2

System Center – Configurando o Operation Manager com o Virtual Manager
– System Center – Integrando o SCVMM com o Operation Manager
– System Center – Dicas – Performance and Resource Optimization – PRO

INTEGRAÇÃO COM O PROJECT SERVER

– ALM – Integração Team Foundation Server (TFS) e Project Server– Wiki Completo

MATERIAIS ADICIONAIS

– Treinamentos:

Introdução ao System Center Virtual Machine Manager 2012

Nuvem Privada com System Center 2012: exames 70-246 e 70-247

System Center 2012 R2 Operations Manager Management Pack

Introdução ao Lab Management

Implantando e administrando um Cluster de Failover com WS 2012 R2 e SC

REFERÊNCIAS

Microsoft Virtual Academy
Microsoft Technet Wiki Brasil
Microsoft Technet Library

System Center – Configurando o Operation Manager com o Virtual Machine Manager

 

Nesse artigo, irei explicar como configurar o monitoramento do Operation Manager x Virtual Machine Manager.

– Requisitos:

– Conta de administração do System Center VMM e do Servidor para uso no serviço do agente de monitoramento;
– Download do Management Pack do SCVMM 2012:

http://www.microsoft.com/en-us/download/details.aspx?id=29679

– Instalando o Management Pack SCVMM 2012:

image

image

– Importando o Management Pack SCVMM no Operation Manager:

image

image

image

image

image

– Configurando o monitoramento:

Depois, faça o deploy do agente no servidor do System Center VMM:

image

image

image

image

Faça o discovery, selecione o computador e aplique a instalação.

Depois verifique no Pack do System Center VMM se o computador está sendo monitorado:

Monitoring – Virtual Machine Manager – Health State

image

Veja que está sendo monitorado.

System Center–Instalação do Operation Manager 2012 R2

Olá,

Nesse tutorial demonstrarei como instalar o System Center Operation Manager 2012 R2 em um Windows 2012 Standard Edition R2 e SQL Server 2012 R2.

REQUISITOS:

Internet Information Services
Windows Server 2012 R2 Standard Edition
SQL Server Standard/Enterprise Edition 2012 SP1
SQL Reporting Services

Maiores informações acesse: http://technet.microsoft.com/pt-br/library/jj656654.aspx

Obs.: Esse post parte do pressuposto que você já instalou o SQL Server e ativou as features necessárias no Windows Server para o funcionamento adequado do Operation Manager.

INSTALANDO O SYSTEM CENTER OPERATIONS MANAGER

Abra o instalador do System Center Operation Manager:

image

image

Observe os pré-requisitos e realize a configuração:

image

image

Depois dê continuidade a instalação:

image

image

image

image

Esse aviso é importante, é essencial que o Agent do SQL Server esteja em execução para dar sequência na instalação:

image

image

image

image

image

image

image

image

image

Pronto. Abra a console e verifique se está funcional.

image

image