COMO SER ÁGIL NO TESTE DE SOFTWARE EM TRÊS PASSOS

Three-Steps-e1412973303266

Olá Pessoal, tudo bem?

Resolvi escrever esse artigo para contribuir um pouco no conceito de como ser ágil em Teste de Software com alguns passos iniciais para ajudar você que busca ter mais agilidade no seu trabalho como testador.

Passo 1 – Características e Conhecimentos Essenciais

– Sempre buscar a melhoria contínua do seu trabalho, estudando, fazendo experimentos em novas tecnologias e ferramentas (de preferência com custo baixo), achando soluções para um problema geral e que tem um custo elevado para seu time. Existem muitos cursos baratos e materiais gratuitos na Internet que pode te ajudar nesse estudo.

Channe9 – O que é ALM (Application Lifecycle Management)

Channel9 – Principios Básicos do DevOps

Microsoft Virtual Academy – Fundamentos de Testes de Software

Microsoft Virtual Academy – Visual Studio para Teste de Software

– Saber o que é Testes de Software. Se você não sabe diferenciar Casos de Testes Funcionais de Casos de Testes Não Funcionais, que hora que deve-se usar, criar sozinho ou em conjunto com seu time Testes de Aceitação, entre outras técnicas, seu primeiro passo é fazer um curso de Testes de Software.

– Outra questão importante, você tem que entender do negócio, não apenas do software. Não necessariamente você precisa ser um expert no assunto, mas precisa entender do negócio para poder usar o sistema como um usuário, entender as necessidades para focar na qualidade, usabilidade, ajudar a montar os Testes de Aceitação.

Passo 2 – Organização e Cuidados

– Jamais coloque “gordura” no tempo do seu Caso de Teste;

– Caso de Teste é uma simulação do que um usuário iria fazer ou de uma situação, então pergunte-se? – Um usuário leva 04 horas para “Gerar um Relatório”?

– Caso de Teste é uma situação, um usuário não está procurando BUG e sim usando o sistema para trabalhar, então cuide para que seu Caso de Teste não vire uma caça a BUGS;

– Não insira tempo de criação de ambiente, geração de massa de dados a um Caso de Teste, Caso de Teste é a execução da atividade, criação de ambiente, massa de dados é um tempo em seu cronograma de Gestão de Configuração no Teste de Software que aborda na extensa lista da GCS o gerenciamento de ativos no uso do teste como, documentação, ambientes, massa de dados, gerenciamento do caso de testes, configuração de scripts, ambientes que o sistema suporta, etc.

– Procure ser assertivo e organizado, com ambientes sempre pré-configurados, uso de scripts powershell ou VBS para automação de massa de dados, criação de ambientes, instalação de pré-requisitos, virtualizações prontas e sempre atualizadas, bancos de dados bem configurados, usando-se de ferramentas de análise, entre outras técnicas e cuidados para sempre estar reduzindo seu tempo e otimizar seu trabalho.

Passo 3 – Algumas Técnicas

– DevOps

Se seu ambiente de testes corromper, quanto tempo você leva para corrigir esse ambiente? Mais de 02 horas? Se a resposta for sim, sinto em lhe dizer que algo na SUA “Gestão de Configuração” está errado. Está na hora de você bater um papo com o time de TI da sua empresa, ou com um profissional qualificado para lhe ajudar a fazer uma gestão efetiva desse ambiente. Usando-se virtualizações, gerenciamento de snapshot efetivo, atualização das virtualizações offline, garantindo que seu ambiente esteja sempre atualizado com os ultimos patchs do sistema operacional.

Uso de ferramentas de apoio em análise de aplicativos como o System Center Operations Manager, Application Insights, uso de scripts de coletores automáticos de dados (em breve sairá um post para o time de testes, pre-vendas, projetos e suporte com os scripts desses coletores).

Veja esse artigo do Blog do TechNet sobre DevOps.

– “Refatoração” de seus Testes e Gestão de Configuração

Entre uma liberação e outra, sabe aquele momento em que você está esperando uma nova BUILD, ou seu ambiente está parado para que o desenvolver veja um BUG (isso não deveria ser assim, mas tudo bem), ou você está ocioso esperando a nova versão? Esse é o momento de revisão de seus Casos de Testes.

Pergunte-se:

Tenho um Caso de Testes que leva 08 horas para ser executado, na próxima versão quanto tempo eu consigo reduzir desse tempo? Nesse momento, olhe para:

Posso concatenar esse Caso de Teste com outro Caso de Teste para ganhar tempo?

Sempre que possível, “agregue” seu Caso de Teste unindo algumas atividades de execução dentro do mesmo Caso de Teste, ganhando-se tempo. Cruze funcionalidades, como a Geração de um Relatório com uma impressão ou exportação do mesmo relatório.

Mas atenção: Só faça isso se for reduzir tempo e não somar, pois perde-se a granularidade. O ideal é que unir Casos de Testes que possuem passos similares no inicio de sua execução até 50% ou 60%, pois você não precisaria repetir os mesmos passos.

– Posso “aposentar” esse Caso de Teste? Qual a importância desse Caso de Teste?

– Automação,  Ferramentas de Apoio e Dicas no Processo

Em breve no próximo post, exclusivo sobre ferramentas e como usar e colocarei nesse post. Aguarde!

Até a próxima!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s